CabeçalhoConteúdoNewsletterRodapé

Mercados por TradingView

Guide empresas: Brasil recebe convite para fazer parte da OPEP+, BHIA3 pode ser excluída do Ibov no 1T24 e mais notícias.

1 de dezembro de 2023
Tempo de leitura: 3 min
Compartilhar
guide empresas

Brasil recebe convite para fazer parte da OPEP+

Prévia do Ibovespa: BHIA3 pode ser excluída no 1T24

Petrobras (PETR4): TCU impede temporariamente mudança no seu estatuto sobre indicações políticas

Braskem (BRKM5): gastos com o desastre em Alagoas podem aumentar

CCR (CRRO3): Reequilíbrio da ViaQuatro deve gerar R$ 682 milhões (R$ 0,23/ação)

Nesta sexta-feira (01/12), os destaques se voltam para:

Brasil recebe convite para fazer parte da OPEP+

A OPEP é um grupo de países que tem como principal objetivo ajustar a oferta de petróleo de acordo com seus interesses. A OPEP+ é uma aliança da OPEP mais dez países com menor relevância em reservas e produção de petróleo. Ontem, agentes do governo se pronunciaram dizendo que analisavam a proposta da OPEP+ de ingressar no grupo.

Conclusão: O Brasil já recebeu no passado vários convites para participar do grupo. Contudo, acabou declinando. Possivelmente, isso foi decidido devido à menor representatividade de exportação do petróleo produzido, impossibilitando que o Brasil conseguisse acompanhar cortes bruscos de produção. No entanto, o grupo OPEP+ não precisam se comprometer nos cortes de produção. Além disso, a OPEP+ discute políticas de transição energética que são de interesse dos atuais governantes do país. Portanto, existe a chance do Brasil fazer parte da OPEP+.

Prévia do Ibovespa: BHIA3 pode ser excluída no 1T24

A B3 divulgou nesta manhã a primeira prévia do Ibovespa para a carteira de janeiro a abril de 2024. A única adição ao índice foi a Cteep (TRPL4) com peso de 0,44%. Do lado negativo, as ações da Casas Bahia (BHIA3) foram removidas. Vale destacar que a BHIA3 atualmente está sendo negociada abaixo de R$ 1/ação e, portanto, é considerada uma “penny stock” (ser considerado penny stock é um critério de exclusão do índice). Como um grupamento já está aprovado e deve ser concluído no dia 27/dez, é provável que a ação continue no Ibovespa. O grupamento será de 25 para 1.

Petrobras (PETR4): TCU impede temporariamente mudança no seu estatuto sobre indicações políticas

O conselho de administração da Petrobras solicitou a modificação do seu estatuto social, para permitir que pessoas com vínculos partidários ou políticos possam ocupar cargos de direção ou conselho na empresa. A justificativa para isso foi uma decisão liminar do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu um dos dispositivos da Lei das Estatais, que proibia esse tipo de indicação. No entanto, o ministro Jorge Oliveira, do Tribunal de Contas da União (TCU), determinou ontem que a Petrobras não valide nenhuma alteração no seu estatuto antes que o plenário do STF confirme ou revogue a liminar que afrouxa as regras para as empresas públicas.

Impacto: neutro. A expectativa é que a mudança seja aprovada pelo plenário do STF. Portanto, a medida do TCU não deve impedir definitivamente a alteração no estatuto da estatal.

Braskem (BRKM5): gastos com o desastre em Alagoas podem aumentar

A justiça federal de Alagoas determinou uma intimação ontem para que a Braskem amplie os programas de compensação e reparação para quem foi prejudicado pela locomoção do solo que vem afetando Maceió desde 2018. O valor atribuído a causa deve ficar em torno de R$1 bilhão

Impacto: negativo. Esses aumentos dificilmente eram previstos pelo mercado. Eles representam aproximadamente 6,6% aproximadamente do market cap da Braskem. Contudo, não é certo que a Braskem se comprometerá a pagá-los. Embora achemos provável que o faço para não atrasar o processo de venda das suas ações detidas pela Novonor.

CCR (CRRO3): Reequilíbrio da ViaQuatro deve gerar R$ 682 milhões (R$ 0,23/ação)

A CCR anunciou ontem que o governo do Estado de São Paulo reconheceu a necessidade de reequilíbrio econômico financeiro do contrato de concessão da ViaQuatro (Linha 4 – Amarela, do metro de São Paulo) em função da redução do número de passageiros após a pandemia da Covid-19. O valor do desequilíbrio foi calculado em R$ 682 milhões, equivalentes a aproximadamente R$ 0,23/ação (~1,5%). Ainda não foi definido como este valor será pago para a CCR.

Impacto: positivo. O reequilíbrio já era esperando em função de outros casos semelhantes já analisados e julgados. Ainda assim, a confirmação do valor devido e a eminencia de seu pagamento são positivos para a CCR.

[IN-CONTENT] ABRA SUA CONTA [NOVO] - NORMAL - END
Compartilhar artigo

Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.

Baixe agora o E-book Relatório Anual 2024 - O ano da virada

Enviando...

Veja também

Fique por dentro

Assine a nossa newsletter semanal

e não perca nenhuma novidade do nosso portal gratuito e da área de assinante com conteúdo exclusivo!

/ Enviando...